The Date Week – As aventuras dos encontros amorosos

No, it’s not that date you’ll find in the calendar, even though it’s almost always a special date.

Não, não “date” como a data que você encontra no calendário, apesar de quase sempre ser uma data especial.

 

Dates can be exciting, disappointing, surprisingly good, terribly bad. Everyone has a story to tell about it, whether it’s funny or sad, with a happy ending or just a moment you wish never happened.

Encontros podem ser emocionantes, decepcionantes, surpreendentemente bons, terrivelmente ruins. Todos têm uma história sobre esse assunto para contar, seja ela engraçada ou não, com um final feliz ou apenas um momento que você queria que nunca tivesse acontecido.

 

But before you find out how it ends, there’s always that moment that comes before the meeting, where you try hundreds of outfits, practice what to say looking at yourself in the mirror, most of the times feeling not confident enough… and the butterflies, oh the butterflies we get that never seem to go away.

Mas antes que você saiba como ele vai terminar, sempre tem aquele momento que vêm antes do encontro, em que você experimenta centenas de roupas, ensaia o que vai dizer se olhando no espelho, na maioria das vezes não se sentindo confiante o suficiente… e as borboletas, ah as borboletas no estômago que não parecem que vão embora nunca mais.

 

You know… I would always get sooo nervous before meeting somebody. I would set up expectations, try to look my best, ask close friends about how to behave and what to do, overthink each word from that text message wondering if there’s any hidden information I missed. It’s exausting… but awesome at the same time!

When you start a deeper relationship, then get married, these kinds of feelings of excitement between couples tend to get less and less frequent. I really admire those that can keep these “dates” in their lives, that make an effort to be romantic regardless of all the everyday problems. It’s hard, but totally worth it.

Sabe… eu sempre fiquei muuuito nervosa antes de encontrar alguém. Criava um monte de expectativas, tentava me apresentar da melhor maneira possível, perguntava para os amigos próximos sobre como me comportar e o que fazer, pirava em cada palavra da mensagem de texto imaginando se tinha alguma informação que eu perdi. É muito cansativo… mas incrível ao mesmo tempo!

Quando você começa um relacionamento mais profundo, depois casa, esses sentimentos de euforia entre casais tendem a ficarem menos e menos frequentes. Eu admiro muito casais que conseguem manter esses “encontros” nas suas vidas, e que fazem um esforço para tentarem ser românticos apesar dos problemas diários. É difícil, mas vale muito a pena.

 

That’s what we’re talking about this week. There’ll be movies, podcasts and songs to inspire us all.
So, since this is our first “date” (this blog and you, reader 😛 ) and we’re getting to know each other a little better, we can start by sharing our stories.

É sobre isso que vamos falar nessa semana. Vamos ter filmes, podcasts e músicas para nos inspirar.
Então, já que esse é o nosso primeiro “encontro” (desse blog e você, leitor :P) e estamos começando a nos conhecer melhor, podemos começar compartilhando nossas histórias.


Read the blog posts about dating:


Do you have any date story, song, movie or something else to share? Go on, let us know!

Você tem alguma história, músicas, filmes ou algum outra coisa sobre encontros amorosos para compartilhar? Vai lá, conta pra gente!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s